Tabela Periódica Humana

Presente em todas as escolas, laboratórios e centros de pesquisa científica do mundo, a Tabela Periódica é uma ferramenta de uso cotidiano que ajuda a sistematizar e a organizar o conhecimento científico. Criada em 1869 pelo químico russo Dmitri Ivanovich Mendeleev, os 63 elementos químicos conhecidos até então foram organizados com base nas massas atômicas e na similaridade química. Para realizar tal feito, Mendeleev fez previsões sobre elementos químicos que até então eram desconhecidos, como o gálio e o germânio, deixando espaços vazios em sua tabela. Eles só foram descobertos em 1875, por Lecoq de Boisbaudran, e em 1886, por Clemens Winker, respectivamente (TOMA, 2019). Nas palavras de Eric Scerri:

A tabela periódica dos elementos é um dos ícones mais poderosos da ciência: um documento único que captura a essência da química num elegante padrão. De fato, não existe nada semelhante na biologia ou na física, ou em qualquer outro ramo da ciência. Pode-se ver tabelas periódicas em toda parte: em laboratórios industriais, oficinas, laboratórios acadêmicos e, é claro, em salas de aula (SCERRI, 2007, p. xiii).

Conforme ilustrado na Figura 1, Mendeleev esboçou a primeira versão da Tabela Periódica em 17 de fevereiro de 1869. Ela também foi publicada no periódico alemão Zeitschrift für Chemie (Figura 2), no mesmo ano (PORTO, 2019).

Figura 1: Esboço da primeira versão da Tabela Periódica

Fonte: Wikimedia

Figura 2: Tabela Periódica publicada por Mendeleev no periódico Zeitschrift für Chemie (1869)

Fonte: Wikimedia

A Tabela Periódica atual apresenta 118 elementos químicos e é baseada em elementos organizados em ordem crescente de números atômicos – quantidade de prótons existente no núcleo de um átomo – e, de acordo com Toma (2019, p. 469), “reflete a periodicidade das propriedades atômicas que podem ser explicadas pelo modelo quântico dos átomos”. Segundo Carlos Alberto Filgueiras, químico e historiador da ciência da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), “hoje a tabela periódica pode ser considerada a enciclopédia mais concisa que existe. Quem sabe usá-la encontra muitas informações em uma única folha de papel” (GARCIA, 2019).

A Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou o ano de 2019 como o Ano Internacional da Tabela Periódica dos Elementos Químicos (International Year of the Periodic Table of Chemical Elements – IYPT 2019). As iniciativas em comemoração ao aniversário, cujo slogan é “Uma Linguagem Comum para a Ciência”, podem ser acompanhadas pelo site www.iypt2019.org. “O Ano Internacional visa a reconhecer a importância da Tabela Periódica como uma das conquistas mais importantes e influentes da ciência moderna, que reflete a essência não apenas da química, mas também da física, da biologia e de outras áreas das ciências puras.” (UNESCO, 2019). Segundo Toma (2019):

O Ano Internacional da Tabela Periódica é um estímulo e oportunidade para reflexão, colocando a Química no centro da atenção, com suas implicações de natureza histórica, econômica, social e futurística. (...) Por isso, esta iniciativa da ONU deve ser celebrada pela sociedade. A Tabela Periódica é uma grande conquista da Ciência (TOMA, 2019, p. 472).

 

           

Como forma de prestar uma homenagem aos 150 anos da criação do químico russo Mendeleev (Figura 3), foi colocado em prática o projeto “Tabela Periódica Humana” no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, Câmpus Catanduva (http://ctd.ifsp.edu.br/portal/). O projeto foi desenvolvido com estudantes do primeiro ano do Curso Técnico em Química Integrado ao Ensino Médio e executado no dia 18 de junho (dia do químico) de 2019. Para tal, foram mobilizadas mais de 140 pessoas, entre alunos do Ensino Médio e do curso de Licenciatura em Química, professores e demais servidores da instituição. A Tabela Periódica utilizada como modelo foi a desenvolvida pela Comissão Técnica de Divulgação do CRQ-IV e pode ser encontrada aqui: https://www.crq4.org.br/sms/files/file/tp150_tabela_periodica_crq-iv_2019_v2.pdf.

Figura 3: Monumento em homenagem a Dmitri Mendeleev, localizado na cidade de São Petersburgo, Rússia; ao fundo, reprodução da primeira tabela proposta por ele

Fonte: Prefeitura de São Petersburgo

O resultado pode ser visto nas fotos abaixo e o vídeo com um resumo do trabalho realizado no IFSP, Câmpus Catanduva, pode ser encontrado aqui: https://www.youtube.com/watch?v=gmPAJ_Zu46Q

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 

GARCIA, R. A encruzilhada da tabela periódica. Pesquisa FAPESP, 2019. Disponível em: https://revistapesquisa.fapesp.br/2019/03/14/a-encruzilhada-da-tabela-periodica/. Acesso em: 10 jun. 2019.

 

PORTO, P. 150 anos da Tabela Periódica, 2019. Disponível em: https://www.crq4.org.br/default.php?p=informativo_mat.php&id=1487&p=informativo_mat.php&id=1487. Acesso em: 10 jun. 2019.

 

SCERRI, E. R. The Periodic Table – its story and its significance. New York: Oxford University Press, 2007, p. XIII.

 

TOMA, H. E. AITP 2019 – Ano Internacional da Tabela Periódica dos Elementos Químicos. Química Nova, v. 42, n. 4, p. 468-472, 2019. Disponível em: http://quimicanova.sbq.org.br/imagebank/pdf/v42n4a13.pdf. Acesso em: 10 jun. 2019.

 

UNESCO. 2019 - Ano Internacional da Tabela Periódica dos Elementos Químicos. Disponível em: http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/about-this-office/prizes-and-celebrations/2019-international-year-of-the-periodic-table-of-chemical-elements/. Acesso em: 10 jun. 2019.

 

 

 

 

PARA SABER MAIS

 

# BAIA, F. A. S. P. Átomos, elementos químicos, planetas e estrelas – concepções de Mendeleev sobre o mundo microscópico. Dissertação (Mestrado em Ensino de Química) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/81/81132/tde-31052012-105355/pt-br.php. Acesso em: 10 jun. 2019.

 

# LEITE, H. S. A.; PORTO, P. A. Análise da abordagem histórica para a Tabela Periódica em livros de Química Geral para o ensino superior usados no Brasil no século XX. Química Nova, v. 38, n. 4, p. 580-587, 2015. Disponível em: http://quimicanova.sbq.org.br/imagebank/pdf/v38n4a19.pdf. Acesso em: 10 jun. 2019.

 

# Tabela Periódica - Modelo criado pelo russo Dmitri Mendeleev chega aos 150 anos

https://www.crq4.org.br/informativomat_1471

 

# Elementos Químicos - 150 Anos da Tabela Periódica

https://www.crq4.org.br/elementos_quimicos_tp150

 

# Química Viva - A Química nossa de cada dia

https://www.crq4.org.br/quimica_viva

QuímicaViva é uma iniciativa da Comissão Técnica de Divulgação do Conselho Regional de Química - IV Região (SP). Os textos podem ser reproduzidos desde que previamente autorizados e com a citação da fonte. Colaborações, dúvidas ou críticas podem ser enviadas para crq4.comunica@gmail.com.

Site mais bem visualizado no Google Chrome

É proibida a utilização do material existente neste site para fins lucrativos.



O conteúdo pode ser utilizado por qualquer pessoa, desde que de forma pessoal e a fonte seja citada. Qualquer outra utilização do material encontrado nesse site deverá ser solicitada ao autor.



Caso algum conteúdo aqui publicado não tenha recebido o devido crédito, por gentileza,