Por que o limão mancha a pele?

Esta figura foi retirada do site www.dicassobresaude.com

O limão é uma fruta que possui vários nutrientes e vitaminas, como, por exemplo, o cálcio, o magnésio e a vitamina C. Entre os benefícios de seu consumo à saúde, podem ser listados: ajuda a combater o excesso de ácido úrico, fortalece o sistema cardiovascular, previne o escorbuto, ajuda a desintoxicar o organismo, ajuda na digestão, acelera o processo de cicatrização, entre várias outras aplicações da fruta. A melhor forma de aproveitá-lo é utilizando o seu suco ou a sua polpa. Em sua casca estão concentrados alguns óleos essenciais, como o limoneno e o linalol. Na tabela abaixo estão listadas as suas informações nutricionais. 

Esta figura foi retirada do site www.tuasaude.com

Apesar de ser uma fruta que traz muito benefícios para a saúde humana, seu manuseio próximo aos raios solares pode provocar manchas na pele. Elas são causadas por algumas substâncias que estão presentes tanto no sumo quanto na casca do limão, as furocumarinas (um de seus derivados é o bergapteno, que é uma substância fotossensibilizante capaz de absorver grande quantidade de radiação solar). O tamanho e a coloração das manchas dependem da quantidade de suco que entrar em contato com a pele, da forma de contato com a fruta e da intensidade dos raios solares. Elas ocorrem, principalmente, na boca, mãos e braços, que são os locais mais suscetíveis ao contato. Esse afeta as células da pele conhecidas como melanócitos.

Esta figura foi retirada do site www.quimicanomeumundo.blogspot.com.br

Ao entrar no organismo, as furocumarinas absorvem grande quantidade de radiação solar, provocando inflamações na pele. Quando estimuladas, as células produzem mais melanina, o pigmento que determina a tonalidade da cútis. Se a exposição ao suco de limão for grande, os danos à pele podem ser mais graves, podendo ocorrer a formação de bolhas.

Estrutura molecular de algumas furocumarinas

Ao manusear limões é necessário lavar muito bem as partes atingidas por eles. Mesmo embaixo de um guarda-sol, por exemplo, existe o risco de a radiação solar provocar inflamações. É importante ressaltar que o sol já queima naturalmente a epiderme desprotegida.

Esta figura foi retirada do site www.dermatologia.net

Site mais bem visualizado no Google Chrome

É proibida a utilização do material existente neste site para fins lucrativos.



O conteúdo pode ser utilizado por qualquer pessoa, desde que de forma pessoal e a fonte seja citada. Qualquer outra utilização do material encontrado nesse site deverá ser solicitada ao autor.



Caso algum conteúdo aqui publicado não tenha recebido o devido crédito, por gentileza,