Antoine Lavoisier (1743-1794)

 

O famoso químico francês revolucionou a ciência de tal modo que está marcado na história como o “pai da Química Moderna”.

 

Depois de saber dos experimentos de Joseph Priestley, Lavoisier identificou e batizou o elemento oxigênio. Enunciou a lei da Conservação das Massas, após uma série de reações em que media com precisão a massa de reagentes e produtos. A ele é atribuída a célebre frase “Na natureza nada se perde, nada se cria, tudo se transforma”.

 

Em 1789 publicou o clássico “Tratado Elementar da Química”, livro traduzido para diversos idiomas que acabou por separar, definitivamente, a Química da Alquimia. Ele propôs uma nova nomenclatura para compostos químicos e, assim, revolucionou a linguagem utilizada até então. Além disso, acabou com a teoria do flogisto ou flogístico (substância hipotética imaginada para explicar a combustão).

 

Além de cientista, Lavoisier era membro da burguesia e coletor de impostos. Durante a Revolução Francesa foi preso e acusado de conspiração contra o povo francês. Morreu guilhotinado aos 51 anos de idade.

 

Em apenas um instante cortaram sua cabeça, e provavelmente um século não será suficiente para produzir outra como essa” - Joseph Lagrange.

Site mais bem visualizado no Google Chrome

É proibida a utilização do material existente neste site para fins lucrativos.



O conteúdo pode ser utilizado por qualquer pessoa, desde que de forma pessoal e a fonte seja citada. Qualquer outra utilização do material encontrado nesse site deverá ser solicitada ao autor.



Caso algum conteúdo aqui publicado não tenha recebido o devido crédito, por gentileza,