A influência do pH do solo no desenvolvimento das plantas

Em terra ácida a hortênsia produz flores azuis, já em solos básicos, suas pétalas são cor-de-rosa.

O desenvolvimento de plantas está ligado a diversos fatores como época de crescimento, clima e acidez da terra cultivada. A acidez ou alcalinidade do solo são definidas pelo pH (Potencial Hidrogeniônico) que varia de 3,0 à 9,0 na terra. Esta variação ocorre dependendo da região em que está, sua composição (rochas) e as substâncias orgânicas que são adicionadas no seu preparo para o plantio. Solos ácidos são aqueles presentes em regiões úmidas, como em margens de rios (pH < 6,5). Aqueles formados em condições de taxa de chuva alta são mais ácidos que os formados em condições mais secas. Já os alcalinos estão presentes em locais que possuem grande quantidade de calcário (pH >7). Para tornar um solo mais básico, corrige-se seu pH acrescentando calcário.

Três fatores importantes podem afetar a acidez dos solos. A chuva, H2O combinada com CO2 forma um ácido carbônico, H2CO3, este ácido fraco ioniza, liberando hidrogênio e bicarbonato. Os íons de hidrogênio liberados substituem os íons de cálcio retidos pelos coloides do solo (Pequenas partículas de argila, cascalho, areia ou lodo), fazendo com que se torne ácido. As fontes de nitrogênio — fertilizantes, estercos, leguminosas — contêm ou formam amônia, o que aumenta a acidez da terra, a menos que a planta absorva diretamente os íons de amônia. Quanto mais alta a taxa de fertilização, maior a acidificação. As próprias plantas também interferem neste processo, leguminosas como soja, alfafa e trevo capturam mais cátions em proporção aos ânions, fazendo com que os íons de H sejam liberados das raízes das plantas para manter o balanço eletromecânico dentro de seus tecidos. O resultado é uma acidificação líquida.

A acidez interfere diretamente no desenvolvimento dos vegetais, a faixa de pH desejável para o crescimento ideal varia de planta para planta. Algumas crescem melhor na faixa de 6,0 a 7,0 (neutro), enquanto outras desenvolvem-se de maneira melhor em condições levemente ácidas. Para a agricultura, o pH ideal do solo é entre 6,5 e 7,5 (neutro), pois nesta faixa os nutrientes ficam mais disponíveis para as plantas.

Além de influenciar no crescimento das plantas, a acidez do solo pode ser determinante na cor de algumas flores. A hortênsia (Hydrangea macrophylla), flor originária da China, é considerada o símbolo da cidade de Gramado, na Serra Gaúcha. É uma flor que aprecia o frio, sendo indicada para regiões de altitude e de clima mais ameno. Sua flor apresenta uma grande variedade de tamanhos, tipos e cores, podendo se apresentar em rosa, lilás, branco, roxo, vermelho, azul-claro e azul-escuro. A hortênsia branca não muda de cor, mas, uma variedade azul pode se tornar rosa e vice-versa. Isso em função do pH.Em terra ácida a hortênsia produz flores azuis, já em solos básicos, suas pétalas são cor-de-rosa. A intensidade dessas cores depende do teor de acidez ou alcalinidade da terra de plantio: quanto mais ácido, mais azul-escuro ficará; e quanto mais básico, mais rosa claro será. 

Site mais bem visualizado no Google Chrome

É proibida a utilização do material existente neste site para fins lucrativos.



O conteúdo pode ser utilizado por qualquer pessoa, desde que de forma pessoal e a fonte seja citada. Qualquer outra utilização do material encontrado nesse site deverá ser solicitada ao autor.



Caso algum conteúdo aqui publicado não tenha recebido o devido crédito, por gentileza,